Jogamos - Outpost Zero


 Mamilos Club - Não Recomenda - Outpost Zero

(ATENÇÃO) O jogo está em Acesso Antecipado, ou seja, está sujeito a mudanças e contém muitos Bugs. Não é um game completo.

Outpost Zero é um jogo de Sobrevivência, Aventura e MMO desenvolvido pela Symmetric Games e distribuído pela tinyBuild. A ideia é ser um game de Simulação de Sobrevivência Indie que traz elementos de jogos conhecidos como Rust em um universo totalmente Sci-Fi.


Humanos, com seu planeta natal a beira da extinção, procuravam incansavelmente um planeta com condições que possibilitassem a sobrevivência e prosperidade da raça humana até encontrarem um desconhecido planeta alienígena chamado Gaiya.

Gaiya é um vasto mundo habitado por inúmeras espécies alienígenas que vão dos mais pacíficos até monstros gigantes que querem te matar e destruir qualquer coisa que você constrói pensando que é brinquedo. Apesar disso, é um planeta muito lindo e tem uma ambientação muito variada mostrando a estranha vida alienígena e sua flora luminosa.



Os jogadores assumem o papel de robôs exploradores que foram enviados primeiramente para garantir a colonização segura desse planeta visado pelos humanos. Só não sabemos nós, robôs, que teriam tantas complicações no meio dessa tarefa.

Sendo um robô, fome e sede não chegam a ser um problema, no entanto, energia começa a tomar parte de uma de suas preocupações, uma vez que todos seus circuitos são movidos por ela e tudo que você faz a gasta, desse modo, a primeira coisa a procurar se construir é uma forma de gerar energia para si mesmo e a partir disso, começar a criar sua base coletando os recursos naturais do planeta.

O ambiente, apesar de lindo, é bastante perigoso. Além das inúmeras criaturas, ocorrem também diferentes eventos dinâmicos no mapa como chuvas de meteoros, nevascas, chuvas tóxicas, ondas de calor mortíferas e ataques de piratas, mais uma vez mostrando que jogos Survival querem arrancar seu couro vivo (robótico no caso).



Outpost Zero é um MMO focado em construção de bases e como estamos falando em um universo bastante tecnológico, em sua própria automatização. No jogo, é possível automatizar processos de criação, construção e coleta por meio da criação de Inteligência artificial (robôs como você sem consciência) que dão uma característica única e interessante a jogabilidade do game.



No entanto, desde o momento em que vi imagens e vídeos até o ponto que tive minhas primeiras impressões me lembrou bastante de No Man’s Sky, até mesmo no que senti ao ver vídeos para o que realmente experienciei no próprio gameplay. Lembro até hoje a catástrofe que foi no lançamento desse jogo e como as vítimas dele se sentiram com tudo aquilo (eu sendo uma delas). O que quero dizer é que os trailers e imagens do game me fizeram ter uma ideia bastante interessante do jogo mas quando fui experimentar por mim mesmo, vi um jogo bastante bugado, mal otimizado, não muito intuitivo e que não parecia muito o que tinha sido “mostrado” como marketing.

Desse modo, a jogabilidade, o combate do jogo e os bugs me decepcionaram bastante. Todos os bichos, piratas e criaturas ficavam parados sem fazer nada e muito tempo depois tomavam conhecimento da sua presença, eu tomava dano aleatoriamente das catástrofes naturais mesmo estando supostamente protegido por abrigo, a otimização em servidores multiplayer é tão ruim que não importava a opção que colocasse sempre mantinha a mesma quantidade de frames, etc.


Portanto, Outpost Zero não me divertiu tanto quanto eu esperava, no entanto, observei que é um game que tem uma premissa muito interessante e que pode ter um futuro muito bom, ultrapassando jogos de empresas mais famosas se os desenvolvedores continuarem ouvindo o feedback da comunidade e dando a devida atenção que o game merece.

Pontos favoráveis: 
  • Gráficos bonitos;
  • Ambientação muito variada mostrando a estranha vida alienígena e sua flora luminosa;
  • Divertido somente se jogar com várias pessoas;
  • Automação de processos.
Pontos desfavoráveis: 
  • Pouquíssima base de jogadores;
  • Não é tão intuitivo como poderia ser;
  • Otimização, precisando de um computador razoavelmente bom para pelo menos rodar “bem”;
  • Entediante devido a numerosa quantidade de bugs;
  • Não tem tradução para Português. 



Olá! Meu nome é Bruno e sou responsável pela análise que você acabou de ler, dúvidas ou sugestões não deixe de comentar.

⃒ Steam ⃒ Twitch ⃒ Discord ⃒  ______________________________________

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.