Jogamos - Ruin of the Reckless

Imagem relacionada
Ruin of the Reckless, o roguelike que deu certo!

Descobrindo o temido farol onde habita as almas dos rebeldes, que estão aprisionadas para sempre. A esperança é que alguém chegue no topo dessa grande estrutura para receber a chance de fazer o único pedido, libertando de vez esses espíritos.

Ruin é um game do gênero roguelike, contendo elementos RPG. Seus combates são frenéticos e divertidos, utilizando apenas o corpo a corpo derrotaremos várias hordas de inimigos. No início faremos um breve tutorial nos ensinando todos os recursos e macetes do jogo, com uma leve pitada de humor. E como já não bastaste isso tudo, o game ainda disponibilizou o modo cooperativo para dois jogadores.


Os níveis são representados pelos pisos da torre, e com apenas 99 segundos teremos que limpar o andar inteiro infestado pelos monstros. A fim de encontrar a chave que abrirá o elevador, e assim, seguir para o próximo andar. As orbitas de poder são obtidas dentro das arenas, disponibilizando habilidades passivas que aumentará o nosso poder mágico, como o vampirismo, dano, velocidade etc.

O Shop será o vendedor de itens para fazer atualizações em nosso personagem, usando os coins que foram coletados após derrotar os inimigos. É nele que poderá ser encontrado uma boa variedade de habilidades para ser adquiridas, permitindo montar o nosso tipo de estratégia dentro das batalhas. A cada dois andares concluídos será feito uma parada no Mercado, este, que desempenha também, como checkpoint.



Os cartões chaos serão as progressões permanentes no jogo, podem ser encontrados gratuitamente ou comprados na loja, e equipam-se no lobby falando com uma cartomante. Dependendo do card selecionado, o nível de dificuldade do game mudará para fácil, médio e difícil.

Ao observar o canto esquerdo superior, teremos um Hud que nos mostra algumas informações importantes, e exerce o papel de inventario. Nesses espaços livres alguns objetos podem ser carregados temporariamente, que são eles: as orbitas de poder, armas, trinkets e botas. 

Nosso lobby.
Os visuais de Ruin são semelhantes aos jogos clássicos 16 bits, porém com uma boa quantidade de detalhes. É notório o capricho que os desenvolvedores tiveram em seus gráficos. A jogabilidade é agradável, mas no começo deve ser feito um treinamento para se acostumar com os comandos. Em relação a dificuldade, o usuário precisará usar os cartões da forma correta para se adaptar ao nível.

Contundo, Ruin of The Reckless conseguiu conquistar o seu espaço. Respondendo anteriormente, o jogo deu certo porque conseguiu atingir uma boa qualidade de gameplay sem se tornar enjoativo, e para aqueles que buscam novas experiências, recomendo este grande título!

Extras:
  • Cooperativo;
  • Compatibilidade com controle e save em nuvem;
  • Bom enredo;
  • Ótima jogabilidade;
  • Gráficos e sonorização com estilo dos jogos clássicos;
  • Site oficial de Ruin of the Reckes;
  • Dinâmico e divertido;
  • Alternar entre o personagem masculino ou feminino.
Sugestão:
  • Adicionar mais variedades de inimigos, por enquanto só contém quatro tipos;
  • O jogo no começo tem muito diálogos, uma tradução PT/BR seria ideal para o nosso entendimento;
  • Criar algumas conquistas.

Tecnologia do Blogger.