Jogamos - AereA


AereA é um RPG em 3D onde seus habitantes se desenvolvem a partir da música. Tudo dentro desde mundo tem a ver com musicalidade. Inclusive os personagens que escolhemos para nossa jornada: Jacques, o guerreiro com seu violoncelo, Wolff utiliza uma harpa para atirar flechas nos inimigos, Jules, o mago que atira bolas de fogo com seu alaúde e por fim, Claude com trompetas que servem para curas e ataques a longa distância. O jogador não precisa se preocupar com habilidades musicais propriamente, somente a temática do jogo é levada em consideração.

Iniciamos a aventura em uma das salas de aula do Salão do Concerto, e é aconselhável que o tutorial seja utilizado pois, por mais que o jogo possua uma mecânica simples, é justamente a nomenclatura dos objetos que fazem a diferença neste RPG. 

Na sala principal, podemos pegar nossa primeira missão e chamarmos um dirigível para nos levar até nosso destino. Tudo o que sabemos de incio, é que alguns habitantes da ilha flutuante se tornaram hostis e atacam gratuitamente quem chegar perto. 


No canto inferior esquerdo aparecerá todas as informações necessárias do personagem. Nível, XP, vida, ritmo (mana), XP do instrumento, Clefines, as moedas de AereA e o inventário. Referente ao último citado, a variedade é imensa, há poções de vida e ritmo simples e melhoradas, bombas que servem para vários propósitos, frutas, ácido e veneno para inimigos e curas de veneno também. O Jogador deverá pensar bem quais itens carregar pois é liberado apenas quatro slots de inventário. 

A campanha de AereA é básica, tanto a jogabilidade - teremos apenas o direito e esquerdo do mouse em habilidades - quanto a complexidade em puzzles. A única coisa que realmente muda de missão para missão são os monstros que matamos pois, infelizmente, a dificuldade não aumenta significantemente. Caso o jogador morra com seu personagem, ele reviverá dentro do dirigível e terá que passar pelo mapa da missão novamente. 

Pontos positivos: 
  • Tutorial bem elaborado; 
  • Tradução para PT-BR; 
  • Sem bugs referente à jogabilidade; 
  • Sonoplastia cativante; 
  • Upgrade de personagens e armas; 
  • Trocar o personagem durante a campanha sem necessidade de repetir as missões;
  • Multiplayer em até 4 jogadores.

Pontos negativos: 
  • Quando falamos com algum NPC, não possui o Skip (pular o dialogo); 
  • Forma diferente de comando de mira dos demais jogos de RPG, acaba demorando para se acostumar, mas nada que interfira de modo muito prejudicial. 
Aerea trouxe uma temática bem singular, com gráficos simpáticos mas não conseguiu, como um todo, aplicar na história. Porém, não deixa de ser um ótimo RPG, principalmente para aqueles que estão iniciando jogos deste estilo. 


Tecnologia do Blogger.