Jogamos - Man of Medan


 Mamilos Club Não Recomenda – Man of Medan

Certo, vamos com bastante calma aqui. Man of Medan é um jogo de uma série de jogos de terror, sendo o primeiro da franquia que, desde o começo, é uma decepção. O nome da série é "The Dark Pictures Anthology", promete trazer episódios de terror puro e uma gameplay apurada, mas neste primeiro jogo não vemos isso. Houve certo hype prévio ao lançamento, devido a ser um produto da Supermassive Games, o mesmo pessoal que produziu Until Dawn, mas após o lançamento ficou uma questão: Until Dawn foi sorte, ou Man of Medan foi azar?

Man of Medan é um jogo onde tudo é óbvio desde os primeiros minutos de gameplay, você não precisa ser nenhum gênio para prever tudo que acontecerá no decorrer da jornada (que é bem curta), e é um daqueles joguinhos de terror sem nada de aterrorizante, mas que de vez em quando coloca uma cara feia na tela com um gritão junto, ou seja, faz uso dos famosos jump scares, e é isso, Man of Medan é isso e nada mais, só jump scares e um enredo fraco e totalmente previsível.


Enfim, o jogo praticamente inteiro se passa em um barco, então é bem fácil criar uma atmosfera relativamente tensa, mas nem mesmo a ótima atmosfera foi aproveitada, sendo todo o jogo monótono e repetitivo.




Ah, e tem outra coisa, normalmente as mortes que acabam acontecendo são apenas por você não ter apertado um botão rápido o suficiente ou por escolher uma linha de diálogo errado, e até aí está tudo bem, mas isso deixa aberta a ideia de que você poderia fazer muito mais jogando novamente, procurando descobrir diversos caminhos pelo jogo e ver quem dá para salvar e o que vai ser causado com isso, porém, todos os personagens são tão fracos no quesito carisma, a história é tão fraca e tão chata que você, após terminar a campanha uma vez, já não tem mais interesse pelo jogo. Ele não é cativante, não é interessante, não é assustador... só é caro.

Pois bem, esquecendo um pouco a pobreza da história e a falta de carisma dos personagens, Man of Medan começa de um jeito bem interessante, acaba chamando um pouco a sua atenção, mas tudo passa rapidinho, hora que você vê passaram três horas de jogo e parece que a coisa de verdade vai começar, mas não, nesse momento o jogo acaba e você não viu nada de interessante. 



Então, a parte mais frustrante do jogo não é a falta de carisma, nem a história pobre, nem o terror sendo baseado apenas em jump scares, mas o quão rápido ele acaba. O final é tão abrupto, tão rápido, chega de forma tão inesperada, que ao invés de sentir medo por alguma coisa que aconteceu, você sente apenas decepção.

Assim sendo, Man of Medan foi uma grande decepção para mim, foi uma lição para não pegar o segundo jogo da série em pré-venda e confiar um pouquinho menos no que não conhecemos tão bem. O jogo custa R$ 129,90 e não vale esse preço cheio. Aguarde, quando estiver aí com uns 60 ou 70% de desconto pode ser interessante pegar, mas para aqueles que são amantes de jogos de terror e esperam encontrar algo de bacana aqui, esqueça, mesmo na promoção não seria uma opção interessante.

Os prós do jogo são os gráficos que são bem bonitos, a possibilidade de jogar com algum amigo (mas ele também precisa comprar o jogo, óbvio), e a legenda em português, fora isso o jogo está repleto de pontos negativos, não é assustador, não é interessante e te frustra. O segundo jogo da franquia já foi anunciado e será lançado em 2020, o nome será Little Hope, mas eu mesmo não irei criar qualquer expectativa, visto a grande decepção do jogo que apresentou a franquia ao mercado.




Olá! Meu nome é Fernando Paniago e sou responsável pela análise que você acabou de ler, dúvidas ou sugestões não deixe de comentar.

⃒ Steam ⃒ Facebook ⃒ Discord ⃒  ________________________________

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.