Jogamos - Black Mirror

✔ Mamilos Club - Recomenda - Black Mirror

Black Mirror é uma história interativa com muito mistério e puzzles inteligentes.

Tudo começa quando David resolve visitar pela primeira vez a mansão onde seu pai cresceu e alguns membros de sua família ainda habitam. Chegando lá, sua curiosidade sobre as coisas que seu pai lhe disse antes de morrer cresce ainda mais quando sua avó, o mordomo e outros moradores da mansão começam se esquivar de suas perguntas, David então tem a certeza de que estão escondendo algo e sai em busca de respostas.


O jogo é um reboot e assim como os antigos, gira em torno de um drama familiar e elementos paranormais, a história vai se desenvolvendo muito bem e empolga bastante o jogador para saber o motivo e como alguns fatos aconteceram. Há elementos de investigação e escolhas, como qualquer game de história interativa, é aí que se destaca um dos maiores pontos fracos do game, nenhuma escolha importa, os caminhos da história levam para o mesmo lugar e há pouquíssimas opções de diálogo.

Durante todo o jogo, nos deparamos com puzzles magníficos e muito inteligentes, que são capazes de prender o jogador por horas. É impossível jogar Black Mirror sem lembrar dos games da saga The Room, os puzzles seguem o mesmo estilo e até mesmo sua ambientação lembra bastante os games do outro título.


A ambientação de Black Mirror é fantástica, todos os cenários são totalmente detalhados e dão uma grande imersão à realidade que o jogo apresenta, porém faltou certo polimento para que fosse perfeito. Em alguns momentos, principalmente quando amanhece, é possível notar falhas em alguns lugares, como por exemplo a luz e o céu de fora da mansão vazando pela parte de dentro, lugares mal encaixados. Por se tratar de um projeto indie, não espere muita verdade na expressão facial dos personagens, elas são muito superficiais, por outro lado a dublagem de todos é excelente.

Sua otimização deixa a desejar, nos primeiros capítulos do jogo, há diversos momentos com quedas bruscas de FPS que são amenizados com o tempo. Não da para citar um ponto negativo sem falar da jogabilidade, poderia ser muito melhor, a câmera do game muda em todo momento e causa grande confusão sobre onde ir e também nos controles, pois nem sempre caminhar pra frente o levará para frente, dependendo de como a câmera se posiciona, uma adaptação para controlar o personagem será necessária, por conta desses problemas, outros surgem, também na jogabilidade, a interação com o cenário e objetos por exemplo, pelo fato da câmera mudar muito, interagir com alguma coisa pode ser uma tarefa quase tão difícil como desvendar um puzzle do jogo.


Black Mirror consegue prender o jogador, divertir e empolgar, se você gosta de puzzles e mistério, vale a pena dar uma conferida, mesmo com seus grandes pontos negativos como a jogabilidade e a falsa ideia de mudar os fatos com as escolhas.

Curiosidade: Black Mirror possui muitas inspirações nas obras de Edgar Allan Poe.

Pontos positivos:
  • Puzzles complexos
  • Boa história
  • Ótimos gráficos e ambientação
  • Boa trilha sonora
  • Conquistas

Pontos negativos:
  • Jogabilidade ruim e difícil de ser controlada em alguns momentos
  • Escolhas que não fazem diferença
  • Furos no enredo
  • Poucas opções de diálogos

Análise escrita por Aca40eSete






Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.