Jogamos - Book of Demons

 Mamilos Club - Recomenda - Book of Demons

Book of Demons é um Hack and Slash desenvolvido pela Thing Trunk, visivelmente inspirado no clássico Diablo, este é um um RPG/ Dungeon Crawler bem flexível para os diferentes tipos de jogadores.


O jogo conta com três classes: Guerreiro, Arqueira e Mago, cada qual com cartas únicas para criar sua build, tais cartas funcionam como itens, equipamentos e habilidades. Ao passar pelos diversos níveis da dungeon, você adquire ouro, ingredientes e novas cartas, é sensacional como esse jogo conseguiu criar uma jogabilidade dinâmica apenas a utilizar o mouse. Por exemplo, para interromper uma habilidade inimiga enquanto está sendo invocada, basta clicar e segurar no ícone; ou para se recuperar de um atordoamento o jogador deve coletar as estrelas que giram pela tela e, após o atordoamento, é necessário clicar em alguma carta para poder utilizá-la novamente, já que o atordoamento a tira do lugar e impossibilita seu uso. Há inúmeras outras formas de dar dinamismo e ação à esse jogo, os desenvolvedores fizeram um ótimo trabalho com essa variedade de efeitos e mecânicas.


A narrativa, embora muito simples, é bem trabalhada e os poucos NPCs do vilarejo possuem personalidades marcantes e também histórias do passado que vamos descobrindo com o passar do tempo. O enredo não é tão cativante, é apenas uma catedral dominada por forças do mal, o protagonista vem para explorar o local e salvar o mundo do avanço das trevas. Os personagens suprem  muito bem essa carência de um diferencial no enredo, eles possuem memórias e histórias interessantes que nos instigam a curiosidade, é bom conversar com cada um e saber mais da vida deles. Para deixar claro: a história não tem um diferencial e é bem simples, mas extremamente boa, os diálogos são muito bem escritos com pitadas de humor.

Arte e música são fenomenais. A empresa desenvolvedora tem por sua marca o trabalho com papel, o jogo tem a parte gráfica feita com recortes de papel (vale a pena procurar o processo no site dos criadores, muito interessante como tudo foi feito - link* no final da review). Inicialmente me causou espanto, "como um hack and slash pode ser feito com essa arte?", logo tive a resposta e foi uma surpresa muito positiva. O jogo não era nada parecido com o que eu esperava, mas as animações, música, efeitos sonoros, tudo no jogo cria uma ambientação perfeita, uma harmonia sombria, realmente é um jogo indie que teve dedicação extra na parte sonora e gráfica.


Um ponto negativo que notei foi a limitação do caminho que o personagem pode passar, embora os inimigos possam caminhar em todo o mapa, ao jogador só é permitido passar pelo caminho no mapa, não pode ir até perto das paredes, por exemplo, apenas nos caminhos no centro do cenário. Ao mesmo tempo que é limitador, também exige maior mecânica do jogador, devemos sempre ter em mente que nosso personagem pode ficar cercado, então é necessário ter alguma habilidade para conseguir sair dessas situações que podem ser frequentes em mapas com muitos invocadores.

O jogo foi traduzido pela comunidade, há vários erros pequenos, mas nada problemático que afeta o entendimento, além disso é legal que os desenvolvedores tenham colocado um relógio no canto da tela, dessa forma os jogadores não perdem a noção da hora na vida real. Caso tenha dúvidas sobre o jogo, baixe a versão de teste disponibilizada na loja.

Pontos favoráveis: 
  • Arte e sons muito bem trabalhados;
  • Possui um demo para teste gratuito;
  • Grande variedade de cartas e cada uma dessas cartas possuem diferentes variações, além de poderem receber melhorias;
  • Jogabilidade interessante, fizeram de algo simples uma coisa muito criativa e diversificada;
  • Personagens cativantes que instigam a curiosidade sobre eles;
  • Variedade imensa de inimigos;
  • Possui tradução para português.
Pontos desfavoráveis: 
  • Limitação nos caminhos que o personagem pode passar, embora seja interessante por trazer dificuldade, é decepcionante não poder caminhar livremente por todo o mapa.
*Link com o processo de criação da arte do jogo:  https://thingtrunk.com/making-paperverse-the-art-style-in-book-of-demons/



Olá! Meu nome é Alice e sou responsável pela análise que você acabou de ler, dúvidas ou sugestões não deixe de comentar.

⃒ Steam ⃒ Twitch ⃒ Discord ⃒  ______________________________________

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.