Jogamos - Nine Parchments

 Mamilos Club - Recomenda - Nine Parchments

Nine Parchments se trata de um twin-stick shooter com elementos RPG desenvolvido pela Frozenbyte, mesmo estúdio que criou a famosa série Trine. Foi lançado para PC, Nintendo Switch, PS4 e Xbox One, traz uma câmera isométrica e uma jogabilidade adaptável para cada tipo de jogador.

A história gira em torno dos alunos da Astral Academy, uma escola de magia que no início do jogo é alvo de um incidente que faz vários parchments, ou pergaminhos contendo magias, se dispersarem pelos ventos. O jogador então tem o dever de recolher seis pergaminhos (além dos três iniciais, somando nove no total) que contém feitiços os quais cada aluno deve aperfeiçoar.

O jogo dispõe de oito personagens, cada um possui quatro visuais: o clássico, duas recolorações e um especial. Você pode equipar diferentes chapeus e cajados encontrados ao matar inimigos ou em baús camuflados da mesma tonalidade do terreno propositalmente para dificultar.

Todos 32 visuais dos personagens do jogo
Os visuais dos personagens não são apenas elementos estéticos, primeiramente cada visual vem com três magias iniciais diferentes dos outros, além disso libera uma árvore de talentos com melhorias para seu personagem que, uma vez liberadas, essas árvores são compartilhadas  por todos visuais do personagem (o visual especial  Gilded  não libera árvore e usa as outras três). Por exemplo, a personagem Gislan tem uma árvore inicial do visual clássico focada em buff aos aliados que estão sob efeito de sua cura. Após liberar o visual Bruxa do Outono ela ganha uma árvore mais focada em tank/resistências e essa nova árvore pode ser usada por qualquer outro visual da Gislan a qualquer momento do jogo. Sempre ao iniciar um novo jogo é possível resetar os pontos para remanejá-los onde preferir sem perder o nível do personagem, além de todos visuais de um mesmo personagem compartilharem a experiência e nível. Isso é bem útil para criar diferentes grupos com os amigos e em cada grupo criar uma build diferente.

Árvores de Talentos para melhorias
Sem sombra de dúvidas a maior qualidade do jogo é seu gráfico, os cenários são vislumbrantes, diversas vezes eu parava para admirar ou fazer uma captura de tela, é realmente fascinante o trabalho na arte do jogo. A parte sonora não tem nada de especial, é básica, porém de qualidade, a música pode ser cansativa, mas os efeitos sonoros e dublagens são muito bons e valorizam um pouco esse quesito acústico.

Cenário com cereijeiras floridas
Nine Parchments é um jogo casual, possui quatro níveis de dificuldade: Fácil, Médio, Difícil e Hardcore (nesse último são liberados os visuais especiais). É um ótimo jogo para se divertir com amigos, porém para jogar de um jogador é bem cansativo e tedioso, pois não há diversidade muito grande de inimigos (há o suficiente) e a ação não tem nada além de monstros aparecendo em sua tela.

O enredo é fraco, é apenas um pretexto para os personagens se aventurarem no mundo, não tem nada de chamativo ou interessante. O chefão final é interessante a mecânica na primeira parte, mas depois que você o faz trocar o modo de batalha não tem nada especial, sequer a história dele é boa.

A jogabilidade é básica, há seis elementos (gelo, fogo, eletricidade, vapor, morte e vida), eu particularmente senti falta muito grande do elemento terra, ou até o gelo poder alterar o terreno igual alguns inimigos fazem. No geral não há interação entre as magias e o cenário, você ataca os inimigos ou cria áreas de dano e só, no máximo pode fundir feixes elementais para criar um mais forte.

Interação entre os feixes elementais
Para os fãs da série Trine, o jogo traz o mago Amadeus, ele é um ex-aluno da academia e possui sua habilidade única de criar uma caixa que, quando lançada, dá grande dano físico nos inimigos. Para liberá-lo, assim como os outros alunos, você precisa possuir um dos cajados do personagem e encontrar a missão para liberá-lo. É bem legal a missão de cada personagem que no geral utiliza o elemento o qual ele é especializado, mas o ponto negativo é que as missões só são encontradas em um mapa específico e como o jogo ainda não possui uma seleção de mapa, caso você perca alguma missão terá que começar outro jogo para fazê-la.

Em suma o jogo é bom e muito divertido para se jogar com amigos, ele tem um potencial muito grande, mas fica aquela sensação de que falta algo e está oferecendo o básico, um básico de ótima qualidade, mas ainda básico. Então esse jogo é recomendado para jogadores casuais que curtem se divertir com amigos tanto no cooperativo local quanto no online, mas se você quer um jogo que exige grande habilidade e estratégia do jogador para jogar de forma séria, esse talvez não seja o melhor título.

Pontos favoráveis:
  • Arte do jogo fascinante, os cenários são de altíssima qualidade e os personagens tem um design legal que retrata bem a personalidade de cada um;
  • Jogo divertido para se jogar cooperativamente;
  • Progressão do personagem não é lenta e a árvore de talentos dá um diferencial muito grande;
  • Cajados são itens que possuem um efeito especial, contribuem muito para adaptar o personagem à forma que o jogador prefere utilizá-lo, unido à árvore de talentos proporciona uma ótima variedade de builds;
  • Há uma interessante variedade de inimigos, efeitos e muita distinção entre eles.

Pontos desfavoráveis:
  • Falta de tradução para português;
  • Enredo fraco e não interessante;
  • Jogo muito cansativo e chato para se jogar sozinho;
  • Falta de seleção de mapa;
  • Magias muito semelhantes e com poucas que são realmente diferentes.




Olá! Meu nome é Alice Liddell e sou responsável pela análise que você acabou de ler, dúvidas ou sugestões não deixe de comentar.

Steam Twitch Discord ⃒  ________________________________
 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.