Jogamos - 3571 The Game


Analisar um jogo em desenvolvimento é complicado, afinal, ele ainda não está completo e carece de uma série de recursos – que deveriam vir na versão final, mas nem sempre ocorre assim – o problema é que 3571 The Game quer ser muita coisa ao mesmo tempo, porém não é nada... A falta de conteúdo e suas mecânicas atrasadas contribuem para uma péssima impressão do jogo e que rapidamente deve ganhar muitas análises negativas durante esse período de acesso antecipado.

Ok, ele foi desenvolvido por apenas uma pessoa, mas isso não quer dizer que precisamos aceitar algo tão incompleto – que aliás, está em sua versão final, basicamente, é o conteúdo do lançamento oficial – então fiquei me perguntando: “será que nenhum amigo falou a verdade?” O jogo está ruim, isso é nítido nos primeiros 5 minutos. É difícil pensar qual à verdadeira proposta do game, ele é um survivor, craft, com extraterrestres e mais um monte de seres estranhos. Lendo sua descrição na página, eu diria que é um título para ser divertido...


Você consegue construir coisas, andar de cavalo, lutar, mas também é só isso... Nada funciona como deveria, sinceramente, é bem provável que você quite em até 10 minutos após o tutorial, tudo é lento, robótico, feio e sem detalhes.

Usei todas as opções de vídeo possíveis, todas elas apresentam terríveis quedas de quadros, o jogo não é bonito – não que isso seja obrigatório – mas ao menos ter um bom acabamento é vital para “apresentação” aos players, os sons são básicos e você só escuta os ruídos que o desenvolvedor julgou interessante colocar, a movimentação é arcaica, robótica e lenta, nada contribui para 3571 The Game ganhe ao menos um “pró” meu, infelizmente é o tipo de jogo que está fardado ao esquecimento na biblioteca de quem arriscar compra-lo.

O jogo até roque-like tenta ser, as vezes é meio Unturned, é complicado... O mercado está bem saturado de jogos com temática de sobrevivência e craft, se você não der um real diferencial para o jogo, ele vira “só mais um”, destino do qual este aqui não vai escapar, é só mais um... É bem difícil ver potencial para este título e olha que sou positivo em minhas analises, porém, não consigo ver uma luz no final deste túnel. Eu realmente gostaria de falar mais sobre ele, mas seria só mais uma série de reclamações e queixas que vocês não precisam ler.


Cenários não são bem trabalhados, pouco preenchidos e sem vida - preguiça talvez? Uma tentativa falha de otimizar o game? Quem sabe - o conteúdo é bem fraco, as opções existentes in-game são nulas, não posso recomendar um jogo que não dá nenhuma boa experiência aos seus consumidores.
Observações:

Prós:
Atenção:
-
- Péssima otimização
-
- Arte em geral está ruim
-
- Falta de efeitos sonoros
-
- Carece de mais conteúdo
-
-

Relatório de bugs:

- O jogo em seus gráficos mais avançados trava e encerra.


Evan "Zn1ffer" Ramos: Fã dos mais variados gêneros de jogos, nintendista e gamer de carteirinha, escreve notícias e reviews em suas horas vagas. Apaixonado por Cavaleiros do Zodíaco e as mais diversas áreas da TI, focando seus esforços na segurança da informação e infraestrutura. E-mail para contato: ev4n.r4mos@gmail.com


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.