Jogamos - No Heroes Here


No Heroes Here - sem mais heróis aqui - é um jogo indie, feito por brasileiros e pertence aos gêneros tower defense, estratégia e aventura, o desenvolvimento ficou a cargo do estúdio Mad Mimic Interactive e sua distribuição também contou com apoio do Chorus Worldwide. O game recebeu apoio do Spcine e da Prefeitura do Estado de São Paulo e convenhamos, eles devem estar orgulhos do ótimo trabalho realizado na construção deste título. Seu lançamento aconteceu em Outubro, então é um jogo bem novo.

A história não é muito trabalhada - e nem precisa, neste caso - existe um prólogo explicando os eventos que culminaram para o último herói partisse em busca de amuletos para acabar com as forças terríveis que poderiam por fim ao mundo inteiro, porém este herói acaba morrendo e seu espírito nos guia para que seu trabalho seja concluído. Não importa se você é um Padre, uma Princesa ou mesmo um Bobo da corte, agora tudo fica sobre seus ombros e deve findar essa busca o mais rápido possível, porém fazer isso sozinho é uma tarefa impossível.


A jogabilidade é excelente, os comandos respondem muito bem e estão extremamente bem posicionados para os dedos - ao menos no controle - como você não joga com apenas um personagem, é preciso ficar alternando entre eles (2, 3... 4) - se estiver com amigos, cada um pode assumir uma responsabilidade, até 4 pessoas - não trata-se apenas de atirar, você (e se tiver amigos, eles também) vão precisar se organizar, fabricar balas e pólvora, levar até as armas, atirar e depois limpar para que possam ser usadas novamente. Quanto mais você avançar na história do jogo, mais armas e personagens vai ter que dar conta, será preciso muita estratégia e velocidade para ser capaz de proteger os castelos.

Seus gráficos e trilha sonora estão ótimos, aliás, é incrível como o Brasil realmente tem se destacado na questão de jogos 2D/Pixelados, muitas vezes esses games são reconhecidos mais facilmente lá fora - outros países - do que aqui. No Heroes Here já ganhou vários prêmios no cenário gamer e provavelmente é um jogo que será muito reconhecido no futuro, talvez só precise de mais divulgação, já que qualidade ele tem e suas avaliações confirmam isso, tanto no Steam quanto em sites de análises.


Estamos falando de um jogo realmente frenético, velocidade e raciocínio precisam estar afiados para que tudo saia como deveria, organizar o pensamento e criar uma "linha de montagem" é essencial, mas para isso é preciso dominar bem o controle. Por mais que seja divertido jogar sua história solo, o ideal mesmo é compartilhar essa experiência com amigos, é quando No Heroes Here mostra verdadeiramente seu potencial, colocando todos para trabalhar juntos, mas em tarefas diferentes, sempre buscando a sincronização certa para que no final tudo dê certo. RECOMENDO!

Destaques:

✭ Menus e legendas em PT/BR;
✭ 1 até 4 jogadores;
✭ Multiplayer local e online;
✭ 3 regiões, mais de 50 fases e 9 desafios;
✭ 15 personagens jogáveis;


Evan "Zniffer" Ramos: Fã dos mais variados gêneros de jogos, nintendista e gamer de carteirinha, escreve notícias e reviews em suas horas vagas. Apaixonado por Cavaleiros do Zodíaco e as mais diversas áreas da TI, focando seus esforços na segurança da informação e infraestrutura. E-mail para contato: ev4n.r4mos@gmail.com


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.