Jogamos - GUTS


GUTS "Gory Ultimate Tournament Show" é um jogo de luta brasileiro feito com personagens em cel-shaded. A proposta deste título é levar mais que apenas sangue e violência - como a maioria dos casos - aqui as coisas são levadas a um novo patamar, uma pegada meio "Tarantino", mas o principal ponto aqui, é a demonstração que o mercado - e os desenvolvedores brasileiros - não possuem apenas qualidade para trabalhar em jogos 2D/Pixelados e quem sabe tenhamos mais jogos de diferentes gêneros no futuro.
               Os personagens são bizarros e cômicos ao mesmo tempo, suas habilidades em combate são bem diferenciadas, mas o estilo base de luta é bem semelhante, não é algo ruim, até porque é uma receita muito utilizada até mesmo hoje em dia por grandes produtoras, o que difere mesmo são os especiais e suas características físicas - aparência - isso sem mencionar que o principal "atrativo" é justamente desmembrar esses lutadores nada convencionais.

Graficamente GUTS não tem nenhuma surpresa, é bem simples em sua receita e apesar da quantidade exagerada de sangue que jorra dos personagens, sua otimização está boa e facilmente pode ser ajustada conforme o hardware do comprador, claro que computadores mais "domésticos" não devem manter um fps estável, se você não tiver pelo menos as configurações minimas é melhor deixar essa compra mais para frente, quando tiver um bom computador para aproveitar de fato o jogo.
               Em partida, é importante salientar que você não apenas perde seus membros, como é possível recupera-los, bizarro... Mas o jogo é assim mesmo. A forma mais rápida de derrotar seus adversários é com o uso de combos "especiais", porém os estágios também contam com armadilhas bem visíveis que podem ser usadas para essa finalidade e claro que sangue vai jorrar igual água em chafariz se fizer isso.


O jogo ocorre num futuro muito louco, mas apesar de todas as loucuras vistas nos personagens e nos combates, cada luta tem sua história, o que leva a um bom ganho de tempo para finalizar o jogo com todos os lutadores, já que apesar haverem poucos, a história solo é bem trabalhada - para um jogo de luta - claro que algumas histórias são melhores que outras, ainda sim a qualidade é bem semelhante.
               O que pesa um pouco contra GUTS, é a IA, as vezes ela só vai se mover se você se mover, os combos por vezes são iguais, com o tempo você vai notar facilmente padrões que não deveriam existir, não é de fato um grande problema... Mas é perceptível, assim como personagens do início da campanha serão mais difíceis de derrotar que os últimos, o que não faz sentido, porém pode ser facilmente corrigido.


Sem dúvidas GUTS é um game de qualidade, o melhor de tudo é que trata-se de um projeto brasileiro e merece nosso apoio, por ser um jogo relativamente novo, possivelmente teremos melhorias e quem sabe mais estágios e personagens possam ser englobados ao seu universo. É fato, estamos falando de um bom jogo e que não deve em nada para outros títulos indies semelhantes que são produzidos longe das terras tupiniquins. Recomendo!

DESTAQUES ATENÇÃO
+ Sangue, muito sangue! - Caixa de colisão não faz sentido as vezes
+ Menus e legendas em português - IA fácil de prever
+ Desmembramentos - Poucos personagens
+ Personagens únicos
+ Compatibilidade total com controle
+ Multiplayer online


Evan "Zniffer" Ramos: Fã dos mais variados gêneros de jogos, nintendista e gamer de carteirinha, escreve notícias e reviews em suas horas vagas. Apaixonado por Cavaleiros do Zodíaco e as mais diversas áreas da TI, focando seus esforços na segurança da informação e infraestrutura. E-mail para contato: ev4n.r4mos@gmail.com


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.