Jogamos - NIGHTSTAR™: Rogue Wings


O título é desenvolvido e distribuído pela equipe SOLIDMESH, à mesma que desenvolveu o NIGHTSTAR, jogo semelhante a este, mas destinado ao uso de VR - Realidade Virtual - e até onde sabemos, não possui ligação com o atual projeto. O game ainda está em fase de desenvolvimento, porém encontra-se atualmente bem completo para um “alpha”, sua compra é possível desde o dia 30/03/2017.

NIGHTSTAR™: Rogue Wings é um jogo futurístico arcade de combates aéreos, seu foco está bem claro no single player - jogar sozinho - onde você assume o papel de um líder de esquadrão mercenário e destemido que busca tomar de volta há supremacia dos homens, já que as máquinas tomaram tudo que a humanidade tinha, agora o futuro da raça humana depende de sua habilidade em combate.


O jogo é desenvolvido com o motor gráfico Unreal Engine 4 e por isso sua beleza é incontestável, é realmente um jogo bonito, porém isso requer um computador com boas configurações, já que o game não está otimizado como deveria, os efeitos sonoros estão um pouco abaixo do nível visual, mas ainda sim estão muito bons.

A história é simples: Uma década antes dos eventos vividos in-game, as máquinas - Unidade Absoluta - aniquilaram todos os humanos que se opuseram ao seu domínio absoluto da galáxia, este período é chamado de Guerra da Divisão. Os poucos da raça humana que sobreviveram foram boa parte escravizados, outros foram para sistemas longínquos.

As máquinas nunca pararam com sua fome de poder e cada vez mais estão expandindo seus domínios e em poucos anos toda a galáxia vai estar em perigo - principalmente os seres humanos - e por isso algo precisava ser feito, então um grupo de destemidos homens fundaram o esquadrão NIGHTSTAR, feito apenas de corajosos e habilidosos pilotos que decidiram se rebelar, já que existem informações sobre uma arma capaz de findar com este conflito.


Quando iniciamos o jogo, pilotar com o uso de teclado e mouse é desafiador - pessoalmente falando - prefiro o controle em jogos assim, devido à não estar totalmente compatível com o joystick os menus só funcionam pelo teclado, mas é possível ter uma boa experiência na maior parte do tempo, ao menos dentro do jogo, o controle se mostrou totalmente compatível.

O game está fluído e roda numa boa taxa de quadros - já comentei sobre à otimização - os sons estão “ok” e o visual está muito bom, digno de jogo AAA, os comandos respondem rapidamente e você tem controle absoluto sobre a nave, os problemas de texturas não são comuns, porém os que existem quase sempre ligados aos mísseis e lasers inimigos, que atravessam montanhas e outros objetos – onde deveriam colidir - e acabam nos acertando.

O nível de dificuldade, assim como à inteligência artificial de um modo geral estão equilibrados e você vai precisar usar todos os recursos possíveis para concluir as missões, não espere apenas mirar e destruir seus alvos, serão necessárias manobras evasivas e muita habilidade para progredir na história.


Você não é obrigado a jogar o modo história, existem 5 missões para escolher, mas se começar no tutorial e ir avançado na sequencia não vai perder alguns detalhes do enredo. Durante os combates é possível coletar novas armas entre outras coisas, mas o importante é não sobreaquecer seus armamentos, você perde segundos precisos em combate se fizer isso.

Vamos ser realistas… O jogo está em acesso antecipado, normal que existam problemas, porém o game é continuamente atualizado e podemos ver o empenho da desenvolvedora em nos dar uma boa experiência. Recomendo por seu potencial e pela dedicação da equipe - que envolve brasileiros - mas de nada adianta empenho se ele não for gasto nos pontos certos, portanto espero que se dediquem à compatibilidade com controles e na otimização para atingir um maior público.

Destaques:

- Visual e efeitos belíssimos.
- Comandos ágeis.
- Ação na dose certa.
- Dificuldade e inteligência artificial equilibradas.

É preciso atenção:

- Não possui menus e nem legendas em português.
- É preciso mais dedicação na otimização.
- Lasers e mísseis inimigos atravessam algumas texturas que não deveriam.
- Não possui compatibilidade total com controle (Até o momento).



Evan "Zniffer" Ramos: Fã dos mais variados gêneros de jogos, nintendista e gamer de carteirinha, escreve reviews em suas horas vagas. Apaixonado por Cavaleiros do Zodíaco e as mais diversas áreas da TI, focando seus esforços na segurança da informação e infraestrutura. E-mail para contato: ev4n.r4mos@gmail.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.