Jogamos - Maria the Witch

Se você é fã de jogos difíceis, com certeza vai se deliciar com Maria the Witch. Apesar dos gráficos remeterem um tema infantil e possuir uma história simples, o jogo faz você querer passar as fases com mais determinação que o normal.

Você será Maria, uma bruxa que tem como trabalho entregar cartas, porém Zak&Mia roubam sua bolsa de correios e começam a soltar cartinhas pelo mundo a fora. Seu trabalho é recolher todas e enviá-las aos destinatários. Como toda bruxa, seu meio de locomoção é uma vassoura, e é absurdamente difícil controlá-la. Não se trata de erro de desenvolvimento do jogo, sim da dificuldade que é atribuído devido às nuvens que eletrocutam, monstros no caminho e paisagens que se movem bloqueando a passagem. 

Usaremos basicamente os cliques do mouse, direito e esquerdo e conforme o tempo clicado, Maria voará em linha reta ou circular. Assim, passará por montanhas, lavas vulcânicas, peças de lego, entre outros. Em cada uma das fases, você poderá girar uma roleta que trará benefícios durante a mesma. Enquanto voa atrás das cartas você encontrará moedas, para quando pousar nos pontos que te permitirem, salvar o jogo. Sendo assim, se morrer não precisará jogar desde o início. Vale lembrar que as moedas são escassas e se encontram em locais muito complicados de acessar. Há fases que você terá que passar por baixo d'água ou até mesmo túneis do tempo para resgatar cartas, moedas e chaves que desbloquearão portas para seguir em frente.
Maria the Witch com seus gráficos suaves em forma de anime e uma trilha sonora agradável, traz ao jogador um nível de dificuldade que raramente encontramos em jogos deste estilo e alta taxa de rejogabilidade.


Tecnologia do Blogger.