Jogamos - The Walking Dead: Season Two



Se você ainda não viu, confira agora nossa postagem sobre The Walking Season One.

O Jogo:


The Walking Dead: Season Two inicia-se onde a primeira temporada parou. Nos momentos iniciais do episódio um, Clementine se encontra perdida, sozinha e assustada em um mundo que ela está tentando desesperadamente entender. Provavelmente o intuito dos desenvolvedores é mostrar a nós uma garotinha, que sequer viu seu aniversário de 12 anos, capaz de fazer o impossível para sobreviver. Ela faz novos amigos, inimigos, trata de um déspota louco e, finalmente, faz algumas escolhas difíceis em uma série perpétua de finais que nos emocionam. Clementine será capaz de matar animais, pessoas, zumbis? Tudo dentro do contexto explorado pela TellTale. 

Sentimos falta da interessante dinâmica pai e filha entre ela e o protagonista da última temporada, Lee Everett. Ainda assim, a segunda temporada vai para alguns lugares verdadeiramente obscuros, com Clementine formando seu coração, mente e alma, e você determina como ela se desenvolve.

O jogo, possivelmente, extrapola na questão da idade da criança e as decisões que ela deve tomar. A maturidade, que deveria ser mostrada de forma gradual, muitas vezes não faz sentido no momento das escolhas disponíveis. Podemos afirmar que muitas vezes os personagens adultos possuem as atitudes infantis.


Jogabilidade:

Seguindo o mesmo estilo de jogabilidade da primeira temporada, o point-and-click, possui diferenciais um tanto significativos. O jogador deverá utilizar comandos para desviar de zumbis e inimigos, virar a esquerda ou direita, além de clicar e mover ao mesmo tempo algum objeto em cena, trazendo muito mais interação em relação ao jogo anterior da série.


Continuando sobre diferenciais, podemos dizer que o ângulo da câmera melhorou ao ponto de não esconder em nenhum momento parte do cenário, o que antes trazia dificuldades ao jogador para clicar e seguir adiante na história. 

Os gráficos continuam no estilo cartoon, porém as expressões faciais de cada personagem foram melhoradas, aumentando a dramaticidade e tensão da história.

Também é importante dizer que neste jogo, quando não precisamos mais interagir com determinada pessoa ou objeto, ele não aparece mais para clicar. 
Neste caso, facilitou todo o processo de gameplay para aqueles que se perdem um pouco, porém perdeu o nível de dificuldade na hora de solucionarmos algum puzzle. 

Quanto às legendas, o jogo apenas disponibiliza o clássico Inglês, portanto para aqueles que não possuem conhecimento da língua, se tornará muito complicado entender a história, consequentemente, perderá a maior ênfase que o jogo traz para entretenimento do jogador.



Conclusão: 

The Walking Dead: Season Two, permite que você siga os passos de uma criança inocente e a transforme em uma sobrevivente. 

Este jogo, em comparação ao primeiro da série, dá ao jogador muito mais chances de escolhas, e finais, portanto você consegue fazer do melhor ao pior a todos que estão à sua volta. O poder de persuasão do jogador envolverá além das decisões momentâneas, consequências futuras perceptíveis. 


Lembrando que, se você jogou o primeiro jogo da série, poderá fazer upload das suas decisões, assim a história se torna mais intensa do que já é. Caso não tenha jogado, tudo bem. No menu, há como fazer as escolhas da primeira temporada ou deixar que o próprio jogo faça por você, o que não é recomendável. 


Tecnologia do Blogger.