Jogamos - Rocking Pilot


Rocking Pilot é o primeiro jogo da desenvolvedora independente Gungrounds na plataforma Steam. O game foi lançado à pouco tempo (review redigida 15 dias após o lançamento oficial) mesmo sendo recente, ele já possui boas avaliações de compradores e algumas curadorias. Não se engane pela simplicidade das imagens ou pela temática igualmente simplista.

À história envolvendo o jogo é um pouco “fora de lógica” servindo apenas para justificar todos os tiros, explosões e cortes com a hélice que acontecem no game, mesmo assim vou dar uma leve explicada (ou só tentar mesmo): No futuro, nada rende mais audiência na TV que entretenimento usando guerras, cujo principal canal (WYNC Studio 1) transmite o programa “Global Conflict!”. Existe apenas um herói de verdade capaz de impedir essa loucura toda, o destemido “The Pilot”. Usando suas habilidades adquiridas assistindo filmes de ação, chegou há hora de colocar todo o seu conhecimento à prova. Talvez à história seja uma crítica à televisão... Mas não tenho como afirmar.


O game é claramente um jogo estilo “bullet hell” que eu descrevo como “Atire o tempo todo nesse inferno” e basicamente é isso que vai fazer. Não apenas o design do game, mas seus comandos e como são usados os “power ups” foram claramente inspirados em clássicos do gênero. O jogo possui compatibilidade total com o controle, mesmo assim achei confortável jogar no teclado usando o mouse para atirar e mirar, já à movimentação fica por conta do W, S, A, D e todos os controles respondem bem.

Não estranhe se não ver nenhum tutorial, pois o game utiliza as três primeiras missões para lhe ensinar a jogar, embora tudo pareça muito simples inicialmente, no decorrer das missões o nível vai aumentar. À dica que fica é: nunca solte o dedo do gatilho. O grau de dificuldade do jogo é progressivo, então ele está sempre em constante evolução.


Visualmente e sonoramente o game está impecável, porém quando tem muita concentração de inimigos e eles disparam simultaneamente pode acontecer algumas quedas de frames (isso para quem usa placas integradas “notebooks”) jogando em desktops com qualquer placa mediana esse problema não deve ocorrer. O game não possui personalizações além de trocar a cor do helicóptero. O armamento é acrescentado ao jogo como “power ups” que são liberados por baús ao conquistar certas pontuações nas missões.

Rocking Pilot conta com mais de 40 missões e 4 cenários diferentes, ah sim, lógico que tem chefes também e eles não decepcionam na dificuldade. Existem 16 missões por escore e 4 desafios de sobrevivência, mas não se engane com estes números, o jogo é rápido e o que realmente pode tomar seu tempo é o score mode (que é meu favorito, reconheço) onde você deve bater pontuações de outros jogadores.


O jogo consegue atender sua proposta com eficiência e qualidade, quem gosta destes jogos “bullet hell” está perdendo de não jogar este excelente game. É uma pena que o Rocking Pilot seja tão "curto", mas que vale cada segundo. Recomendo ele por todos os seus aspectos e confesso que é impossível não joga-lo sem sentir aquela boa atmosfera de nostalgia dos jogos arcades de gerações anteriores.

Extras:

☆ Compatibilidade total com modo Steam Big Picture;
Conquistas e cartas no Steam;
Nuvem Steam;
Ranking online;

Sentimos falta:

● Maior número de missões;
Melhor otimização para placas integradas (notebooks);

Tecnologia do Blogger.