Jogamos - CASE: Animatronics


Um dos games mais assustadores dessa geração.


CASE: Animatronics é um game de terror com foco em stealth, claramente com inspirações em Five Nights at Freddy's, Outlast e Alien Isolation. O jogo nos leva à um departamento de polícia onde controlamos um detetive, John Bishop, que estava cumprindo horas extras e acaba preso no local de trabalho em um jogo doentio, controlado por um hacker anônimo e com robôs assassinos espalhados pelo local, não há eletricidade, as saídas estão todas trancadas e John não tem controle algum sobre a situação, a única forma de escapar é seguindo as regras do hacker e não ser visto pelos robôs.



O jogo é muito difícil e assustador, exige boas estratégias para avançar, a jogabilidade é simples, podemos andar, correr, se esconder, interagir com objetos que inclui um tablet e uma lanterna, além de outras coisas no cenário, há várias notas espalhadas pelo mapa aleatoriamente, assim como alguns itens indispensáveis para prosseguir no jogo, ou seja, caso o jogador morra, as notas e itens podem aparecer em outros lugares, assim como os inimigos, dando então uma experiência única a cada jogada.

Graficamente, CASE: Animatronics é um jogo muito bonito, com belas texturas, efeitos gráficos da nova geração e uma fantástica otimização. Não foram presenciados nenhum problema gráfico e de desempenho como congelamentos, queda de FPS e atrasos de renderização.


Definitivamente é um jogo fantástico para quem busca uma experiência aterrorizante com muito "jumpscare", pessoas com problemas cardíacos devem passar longe do game.

Prós:
  • Bom enredo
  • Jogabilidade simples e fluída
  • Muito bonito graficamente
  • Desafiador
  • Aterrorizante (cumpre perfeitamente o que promete)
  • Sonorização ótima
  • Conquistas e cartas colecionáveis
  • Preço totalmente acessível

Contras:
  • Não há muita explicação sobre o que fazer
  • Sem localização em PT-BR

Tecnologia do Blogger.